Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga do Vestido Amarelo

20? Como assim 20?

Há um ano. Também no meu aniversário. Dizia que estava tudo certo. Hoje, até pode estar tudo mais ou menos certo, mas não como eu quero exactamente. Quando crescemos exigimos sempre mais de nós e dos outros. E acho que é isso que me tem criado alguma insatisfação. Contudo, os dezanove estiveram tão bem para mim que não me apetece assim tanto ficar um ano mais velha. Os dezanove trouxeram tudo aquilo que eu não pedi. Contudo, não foi nada mau. Fiz a minha primeira grande viagem. Fui a maior sortuda por levar comigo alguém que passou de colega de faculdade a uma amiga que quero para sempre comigo, nestas e noutras aventuras, com mais ou menos calor. O segundo ano de faculdade trouxe-me de novo outra maturidade. Lidar com pessoas tão diferentes, e algumas um bocadinho mais difíceis. Mas é sempre tão desafiante quando trabalhamos assim. Pouco desafiante seriam trabalhos fáceis e sem imprevistos ou contratempos. No fundo eu sou uma pessoa que se queixa muito, mas que prefere algo que dê mesmo muita pica de se fazer. Olhar para trás e perceber que já passaram vinte anos, custa um bocadinho. Ver os primos a crescer, de bebés a adolescentes. Ver os amigos de infância já na faculdade. Ver que nada fica igual. Tudo muda. Excepto algumas coisas que nos fazem continuar a dizer repetidamente que "há coisas que nunca mudam". Como alguns amigos. Como a família. Há coisas que permanecem (quase) eternas e isso dá-nos a estabilidade que precisamos em dias ou momentos menos fáceis.