Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga do Vestido Amarelo

Os melhores amigos em palco!

Se há semanas em que tudo o que pode acontecer, acontece. Esta semana foi uma delas. Trabalhos para entregar, planos fora da rotina, cafés, situações menos engraçadas... Há semanas e semanas. Contudo, o melhor fica sempre para o fim. Ontem. O concerto do Miguel Araújo e António Zambujo. Foi o presente de Natal de mim para mim, e também para o meu pai (a coincidência de datas por passarmos a meia noite do dia do Pai a ver um espectáculo do caraças)!

 

12421869_1167040799986329_1693276511_n.jpg

 

As expectativas estavam altíssimas porque tive amigos meus que já tinham ido ver e adoraram. Eles são os melhores amigos. Contaram-nos algumas histórias das vidas deles. Animaram o Coliseu inteiro com o seu bom humor. Cantavam entre copos de vinho e um ou outro dedo de conversa. E é tão curioso de ver como o Alentejo e o Norte se cruzam tão bem numa noite de música. Quando o concerto começou, pensei que de facto isto iria correr mesmo muito bem. São duas vozes quase parecidas. E com um estilo tão próprio de portugueses orgulhosos, no caso do Miguel Araújo por colocar a palavra "Boavista" na letra da música da Ana Moura e a ouvir ser cantada no Japão. Atenderam a pedidos de músicas, mesmo dizendo que não "é preciso gritar", e o Miguel Araújo lá cantou um bocadinho do Fizz Limão. Foi um concerto de homens com um romantismo que poucos têm. As letras descrevem as mulheres da forma mais delicada possível e o amor está lá, em cada verso cantado por eles. Porque, aliás, eles dizem que "os homens são feios", mas convidam-nos a ir "ver os aviões" e prometem-nos uma ida à América ou à lua. Já enquanto fingiam o final do concerto e entravam e saíam do palco agradecendo por mais uma boa noite, percebi que eram bons. E que pelo público, o ancore durava mais outras duas horas...