Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga do Vestido Amarelo

Defeitos

Os defeitos e qualidades andam muito próximos. São quase como o amor e o ódio. Podemos (facilmente) confundir qualidades com defeitos. Trocando tudo isto numa linguagem ainda mais simples: podemos facilmente converter os nossos defeitos em qualidades, se conseguirmos lidar com eles. Falo de defeitos como também poderia falar de qualidades. Ultimamente, mas mais durante a minha licenciatura, noto que tenho defeitos "lixados": a criação de expectativas e o apego. Falo não só num nível académico, como também num nível mais pessoal. Eu sou a típica pessoa que cria demasiadas expectativas... Apesar de ter os pés bem assentes na terra, há momentos em que parece que tenho asas e começo a voar por mundos, não inalcançáveis, mas que requerem algum desenvolvimento e tempo. Isto é, requerem tempo, muito tempo e alguma espera. E, por isso, quando crio demasiadas expectativas em relação a alguma pessoa ou a algum projecto, acho sempre que quando tudo demora demasiado tempo já me estou a sentir desiludida e que as expectativas estão a tornar-se cada vez mais em decepções. É sem dúvida um grande mal meu. Outro grande mal que identifico é o meu apego, ou, neste caso, a falta de desapego a pessoas e projectos. Num nível mais pessoal eu sou uma pessoa que se "apega" facilmente e, quando digo isto, quero dizer que me entrego tanto às pessoas que depois tenho medo de magoar alguém ou tenho também medo das emoções saírem todas sem razão ou sem medida. Não é o medo de viver tudo de uma forma "intensa", mas as consequências de tanto apego. Já tentei interiozar a máxima do "pratica o desapego" e não me correu lá muito bem, visto não fazer parte da minha personalidade e valores. Acho que vou continuar a apegar-me a coisas de que gosto e a amigos de quem eu gosto... Que se lixe o desapego e as altas expetativas!

 

quote.jpg